TRANSFOLHA destaque no Intelipost Connection 2021

A terceira edição do Intelipost Connection, evento promovido pela Intelipost, que é uma das líderes em tecnologia inteligente para logística, reuniu grandes empresas dos setores de transporte, e-commerce, varejo, indústria e tecnologia.

A TRANSFOLHA foi patrocinadora Silver do evento que reuniu gigantes como Via Varejo, IFood, Mercado Livre e Dafiti.

Neste ano, os temas discutidos foram tecnologia, inovação na entrega do e-commerce e o desenvolvimento omnichannel no Brasil com presença de gigantes. 


Mais de dois mil profissionais participaram do evento que apresentou as principais tendências globais para os setores de e-commerce, logística, tecnologia e varejo.

Quem abriu o evento foi o CEO da Intelipost, Stefan Rehm, falando sobre a grande aceleração da logística no e-commerce e apontou as grandes mudanças para a logística nos próximos anos: 

– Next-day e Same-Day com foco no prazo
– Ship-From-Store
– Transferência e visibilidade no Traking
– First-mile via PUDOs
– Crowdshipping e 

– Nova categoria forte no online:  Supermercados

A TRANSFOLHA é um dos principais players do mercado e vem fazendo história na distribuição de e-commerce. A empresa tem uma visão precisa de como está o setor atualmente, acompanhando toda a evolução que temos agora e das principais tendências.

Leonardo Nunes, diretor-geral da TRANSFOLHA, diz que o futuro deste segmento na totalidade envolve a  importância da rapidez da entrega last mile. O processo logístico é composto por diversas etapas e a extensão do Brasil traga a descentralização para o contexto:

“O desafio para todos os players é que a carga seja entregue. Ao invés de ter um grande centro de distribuição em São Paulo, maior centro de consumo e onde está concentrada grande parte do PIB do país, a ideia é ter essa operação em diversos hubs regionais, principalmente no sul e sudeste e com  diversas oportunidades em outras regiões.  Se nós fizermos a carga rodar menos, o consumidor final vai receber o produto o quanto antes. “

A COVID-19 trouxe a necessidade da rapidez da entrega e mostrou o quanto essa velocidade pode ser estratégica. O e-commerce percebeu que o online, mais que estrutura física, também engloba uma entrega mais rápida fazendo aumentar a conversão em vendas.

Para Leonardo, se pensarmos que o investimento em logística traz muito mais receita, essa é a grande mudança: “Há diversos IPO’s de logística e de e-commerce, o que é um ponto positivo. No futuro vamos falar muito de inteligência artificial, big data, mas a dor efetiva é das pessoas. O grande ponto é:  quem vai fazer o processo são as pessoas! O futuro vai passar pela tecnologia que é o meio, pois o fim é atender as pessoas em si” completa. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *